quinta-feira, 20 de março de 2008

Love!

Como falar de coisas bizarras sem falar do amor? Esse "negócio" q nos acerta tão avassaladoramente q não temos para onde fugir, nem como esquecer. E tem um fator importante q nunca podemos relevar...nós não escolhemos quem amamos, por que?Eu não sei e provavelmente vai ser uma incógnita até minha morte. Mesmo sem escolher, o amor é lindo, ele toma sua mente toda vez em que ela está ociosa, te deixa num estado nostalgico quando você fala com a amada e tudo mais que um apaixonado(a) já sentiu. Porém ele também causa muitos problemas como por exemplo, a falta de reciprocidade, não há nada pior que amar alguém e esse amor não ser correspondido, ou pior ainda competir com alguém q você conhece muito bem pelo coração da amada(o). Eu posso afirmar que na adolescência(afinal não a venci para conhecer as outras fases) o coração vence a mente, e vence tão bem que a pessoa que ama se desespera a ponto de fazer loucuras que muitas vezes sao destruídas pela sociedade.Pessoalmente, já sofri(e demais) com a supra-bizarrice, mas atualmente estou em paz com o dito cujo. XD
(desculpem-me o uso do "que" demais, é que(olha ele de novo hehe) só consigo escrever com subordinadas!)

Saudações

Victor Hugo" Yuuki Mathias

Um comentário:

Isa disse...

Aeeeeeeeeeew!
Comentou no meu blog e agora aqui estou eu, retribuindo visita ;)
Falar de amor é complexo demais pra mim, hehehe!
A prpósito, adorei os posts ;D
Tem futuro mocinho


Bejo
Isaaaaa